EMET – “Europa é o Meu Espaço de Trabalho”

Este projeto intitula-se “Europa é o Meu Espaço de Trabalho”, realizando-se no âmbito do Programa ERASMUS +, Ação Chave 102 – Mobilidade Individual para Fins de Aprendizagem, programa este que financia o referido projeto.

A parceria é constituída pelas seguintes escolas:
1)Escola Profissional da Praia da Vitória, localizada na ilha Terceira- Açores;
2) Střední odborné učiliště a Střední odborná škola SČMSD, Znojmo, s.r.o., na Republica Checa;
3)TARTU KUTSEHARIDUSKESKUS, na Estónia;
4) Mosjøen videregående skole, na Noruega e a ROC Friese Poort, na Holanda.

O projeto tem a duração de 24 meses, realizando-se os estágios em dois períodos distintos. Um primeiro período, designado como o primeiro fluxo de mobilidade, realizar-se nos meses de maio, junho e julho de 2019, onde participarão os alunos finalistas do ano letivo 2018/2019, de diferentes áreas de formação. Neste sentido, neste fluxo de mobilidade, participarão 3 alunos do curso de Eletrónica, Automação e Comando num estágio a realizar na Holanda, três alunos do curso de Técnico de Restaurante-Bar, na República Checa e rês alunos do curso de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos, 2 alunas do curso de Técnico de Receção e uma aluna do curso Técnico de Restaurante-Bar, realizaram o seu estágio na Estónia.

No segundo fluxo de mobilidade, a realizar nos meses de maio, junho e julho de 2020, participarão os alunos finalistas do ano letivo 2019/2020, nomeadamente, dos cursos Técnico de Multimédia, na Holanda, Técnico de Agropecuária e Técnico de Processamento e Controlo de Qualidade Alimentar, na Noruega, do curso de Cozinha/Pastelaria na Estónia e na República Checa.

Com a duração de 2 meses e dois dias, para cada fluxo de mobilidade, irá representar um estágio de 300 horas para cada formando.

As Escolas parceiras têm áreas de formação em comum com a nossa, centrando-se este projeto nas áreas de formação já mencionadas.
Para estes jovens formandos será uma mais valia terem contato linguístico, cultural e técnico com a realidade de países estrangeiros, através de organismos de formação que dar-lhe-ão o necessário apoio pedagógico e de inserção. Uma vez que estas escolas têm profissionais qualificados, em qualquer uma das áreas mencionadas, experientes e habituados a receber alunos estrangeiros, dão-nos a garantia de que os alunos terão um bom acompanhamento, quer a nível técnico quer a nível de integração e logístico.

Por outro lado, sendo instituições de formação, devidamente implantadas no contexto local e regional de destino, com protocolos com as melhores empresas locais podem proporcionar, a estes jovens, uma excelente oportunidade de aprendizagem prática e melhoria das suas competências técnicas e transversais (cultura e língua). Estas escolas funcionarão como parceiro intermediário e, através da rede de protocolos que tem com as empresas locais, podem colocar os jovens nas empresas adequadas ao seu perfil profissional.
Para o organismo de envio, o principal objetivo é proporcionar formação efetiva, no mais eficaz contexto, no âmbito de uma língua e cultura diferente daquela a que estão habituados. Pretende-se, ainda, que seja uma forma de complementar o curso de base, destes jovens, com formação realmente útil, numa perspetiva de orientação e carreira futura de sucesso.

Temos consciência que isto irá de encontro com o aumento da mobilidade dos jovens na Europa, sendo este, também, o objetivo desta instituição, aumentar gradualmente o número de alunos a participarem em estágios na Europa.

Regulamento de Selecção de Alunos para Estágios no Estrangeiro: Download