Escola Profissional da Praia da Vitória

Innovative Teaching Methods: Programming, Robotics and Game Learning as Challenges in Education (26 de fevereiro de 2021)

Este projeto resulta de uma parceria constituída pela nossa Escola, a escola IES BEZMILIANA em Rincón de la Victoria, Espanha, o ISTITUTO D’ISTRUZIONE SUPERIORE L. DA VINCI, na cidade de Lanusei, Itália, e a escola Bundeshandelsakademie und Bundeshandelsschule Wien 22, em Viena, Austria, sendo esta última a coordenadora do projeto. 

Com este projeto pretende-se aplicar novos métodos de ensino/aprendizagem baseados no jogo e, deste modo, pretendemos melhorar o envolvimento e motivação dos alunos para as atividades escolares.

A programação e as tecnologias robóticas são especialmente benéficas como processo de ensino inovador. São usados como um veículo para transferir, de forma transversal e divertida, o conhecimento e, assim, facilitar o desenvolvimento do pensamento lógico.

Os jogos de simulação ótimos como elemento potenciador para melhorar a aprendizagem científica nas nossas salas de aula, conseguindo-se através deles individualizar a aprendizagem e corresponder ao ritmo, interesses e capacidades de cada aluno em particular e contextualizar a aprendizagem em ambientes virtuais envolventes.

A prioridade horizontal mais relevante, de acordo com os objetivos do nosso projeto, é o desenvolvimento de práticas inovadoras na era digital. Neste sentido, as Learnning, Teaching, Tranning Activities (LTTAs) focar-se-ão na realidade virtual, programação com Scratch, robótica e aprendizagem baseada em jogos, usados como inovadores métodos de ensino que podem ser aplicados em várias disciplinas.

As LTTAs serão momentos privilegiados de intercâmbio de alunos, a realizar e cada uma das escolas parceiras, onde os alunos e professores dos diferentes países poderão trabalhar em conjunto e trocar experiências. Este tipo de atividades não só promoverão o conhecimento técnico e digital como, também, permitirão o desenvolvimento de competências transversais, tais como, competências linguísticas, sociais, autonomia e criatividade.   

Pretendemos envolver 15 alunos de cada escola parceiras, com idades compreendidas entre os 16 e os 22 anos, nas LTTAs em Espanha, Itália, Portugal e Áustria. Além destes, um número maior de alunos, farão parte do projeto nas suas próprias escolas.  

Na nossa escola, já começaram as atividades do projeto envolvendo duas turmas do curso de Programador/a Informático. Entre as atividades desenvolvidas foram realizadas várias propostas de logotipo para o projeto, sendo estes enviados aos parceiros que irão promover um concurso com o objetivo de selecionar o logo do projeto.